Essa é nossa "HIPHOPTECA" ! Aqui você irá encontrar várias publicações sobre a cultura Hip Hop ! Artigos, livros, pesquisas, dissertações, trabalhos de conclusão de curso e muito mais!  Se você tem alguma sugestão ou escreve sobre o tema, e gostaria de colocar seu trabalho aqui, basta entrar em contato!  Boa leitura!

"Mulheres Armadas

de Microfones"

Por Tiely

Trabalho de conclusão de curso em história de Tiely que aborda a história da Rapper moçanbicana Iveth.

"HIP HOP MULHER: As Mulheres, seu espaço e
representações no Movimento Hip Hop".

Por Jéssica Ferreira Rodrigues

Quem são as mulheres do movimento Hip Hop? Análise da associação  Hip Hop Mulher,

"HIP HOP FORA DO ARMÁRIO"

Por Tiely

Falar sobre o HipHop é também falar sobre gênero, sobre as pessoas e sua posição na sociedade.

"Traficando Conhecimento"

Por Jéssica Balbino

Obra relata a experiência da autora com o mundo Hip Hop!

ZINOTÍCIAS nº1

Sempre trazendo histórias, novidades, curiosidades e afins sobre a Cultura Hip Hop e com a preocupação de mostrar outras nuances desse movimento que faz parte da vida de milhares de pessoas pelo Brasil e pelo mundo!

ZINOTÍCIAS nº2

Em Construção, lançamento em maio 2022! Envie sua pauta/contribuição para: hiphopmulher@gmail.com

ZINOTÍCIAS nº3

Em Construção, lançamento em setembro 2022! Envie sua pauta/contribuição para: hiphopmulher@gmail.com

ZINOTÍCIAS nº4

Em Construção, lançamento em dezembro 2022! Envie sua pauta/contribuição para: hiphopmulher@gmail.com

"Cartilha Hip Hop Mulher, conquistando espaços"

A cartilha apresenta textos de jovens mulheres brasileiras que falam sobre assuntos referentes às questões: saúde, estado laico, hip hop, poesia, feminismo. Intercalando-se com poesia periférica e grafites.

"Pensamentos negros, ativismo negro: hip-hop underground cubano e contraculturas afro-latinas da modernidade"

Por Tanya Saunders

O compromisso dos jovens afro-cubanos com o hip-hop socialmente consciente os liga a uma história mais ampla do ativismo africano e afro-diaspórico nas artes. 

"Negro, jovem e hip hopper: história, narrativa e identidade em Sorocaba"

Por Jaqueline Santos

Dissertação que tem por objetivo entender o estabelecimento do movimento Hip Hop na cidade de Sorocaba (SP) por meio da experiência negra deste município.

"Baladas Black e Rodas de Samba da Terra da Garoa"

Por Márcio Macedo

A intenção é mostrar como esses jovens possuem uma forma de lazer específica, relacionada com um circuito que chamaremos de “circuito

Preto".

"LETRAMENTO DE REEXISTÊNCIA -

 Poesia, Grafite, Música, Dança: Hip Hop"

Por Ana Lúcia Silva e Souza

Aborda a diversidade de práticas letradas que conformam a realidade brasileira e confronta as grandes desigualdades existentes entre grupos, segundo sua origem social, escolaridade, inserção profissional, faixa etária, gênero, raça. 

"Acorda Hip Hop!"

Despertando um movimentoem tranformação

Por DJ TR

Descrevendo os caminhos pelos quais o hip-hop saiu dos guetos nova-iorquinos nos anos 70, para chegar ao resto do mundo, DJ TR – vindo da Cidade de Deus -, nos conta a história do hip-hop como ativismo político no Brasil e sua importância na politização e conscientização dos jovens da periferia.

"Racionais Mc’s: música, mídia e crítica social em São Paulo"

Por Anderson da Costa e Silva Grecco

A pesquisa objetiva apresentar e analisar a produção e a constituição do maior grupo

de rap do país que desde seus primórdios no final da década de 80 ganhou projeção pelas

críticas sociais e por se confrontar com os mais diversos setores da sociedade.

"Graffiti Salvador"

Por Bárbara Falcón

e Carol Garcia

Publicação que apresenta o trabalho de grafiteiras/os 

mais atuantes na capital da Bahia, Nordeste do Brasil.

"Lideranças femininas e feministas"

um estudo sobre a participação

de jovens mulheres

no movimento hip  hop.

Por: Shirley Samico

Trabalho desenvolvido a partir do interesse em identificar lideranças femininas/feministas para evidenciar suas formas de organização e articulação que pautem as demandas das mulheres do movimento hip hop da cidade de Recife

“A FLOR DESOBEDIENTE NO JARDIM DOS MACHISTAS”: LUANA HANSEN E A POTÊNCIA TRANSFORMADORA DO RAP PRODUZIDO POR MULHERES"

Por Sarah Ryanne Sukerman Sanches

A trajetória pessoal e política, bem como o rap da MC Luana Hansen, mulher, negra e lésbica, onde as categorias de sexo, raça e sexualidade, marcadores sociais da diferença, são apresentadas de forma crítica, política e revolucionária.

"Estética

Hip Hop:

Transgressão como estratégia de explicitação das diferenças"

Por Elenildes Dantas

No campo das artes, a grande novidade a partir do último quarto do século XX, foi a valorização da arte de rua, do retorno ao coletivo e ocupação do espaço público, especialmente com a arte da periferia, sintetizada na Cultura Hip Hop.

"HIPHOP: CULTURA  E POLÍTICA NO CONTEXTO PAULISTANO"

Por João Batista
de Jesus Félix

Uma análise do HipHop Paulistano, a partir da visão de três posses e do Gangsta Rap. Nesses locais e nesse estilo musical, política e cultura funcionam como verdadeira moeda de troca.

"LONGA E ESTRANHA CAMINHADA:

 invisibilidade e protagonismo da mulher no rap paulista no período dos anos 90 até a atualidade."

Por Rúbia Fraga

Contribuições das trajetórias e discursos das mulheres no rap em São Paulo procurando revelar os discursos e práticas de empoderamento, afim de avançar na superação do machismo nas relações de gênero dentro do próprio movimento Hip Hop

"ADOLESCENTES COMO AUTORES DE SI PRÓPRIOS: COTIDIANO, EDUCAÇÃO E O HIP HOP"

Por Viviane Melo de Mendonça Magro

Esse Artigo discorre sobre o cotidiano de adolescentes urbanos, mais especificamente as culturas juvenis, com o objetivo de apreender outros significados de ser adolescente no contexto contemporâneo e suas implicações em processos educativos. Diante da diversidade de culturas juvenis existentes atualmente, ressaltando o movimento hip hop.

"UM CORPO HERÉTICO NO RAP: UMA TEOPOÉTICA ERÓTICA

EM ALICE GUÉL"

Por Bruno Carvalho Rocha

Análise sobre a obra da rapper Alice Guél na perspectiva dos estudos em teopoética. Seu rap é atravessado por questões de gênero, raça e classe. Sua poética se desenvolve entre os conitos sociais de um corpo transgênero que reivindica uma experiência religiosa singular.

"PERSPECTIVAS DE GÊNERO. DEBATES E QUESTÕES PARA ONGs"

Vários/as autores/as.

Publicação apresenta vários textos de autores/atoras acerca do Gênero.